25 de jan de 2013

Sakura - A cerejeira japonesa

Super créditos: xxx

Oyasuminasai (Acho que é assim que se diz Boa noite)

Bem pessoal, hoje eu resolvi postar sobre Sakuras, as cerejeiras japonesas.Vou falar sobre a história e mais algumas coisas, se quiserem um certo post comentem aqui ok? junto com sua opinião sobre o post.Espero que gostem desses posts diferenciados (nossa como eu sofri pra escrever essa palavra).



Em março, o inverno se vai com o branco da neve e o frio. A primavera chega, enfeita e dá cor à paisagem do Japão com muitas flores. Dentre elas, a sakura, das cerejeiras típicas do arquipélago

Poucos meses são tão esperados pelos japoneses como o de março. Com o início da primavera, as paisagens brancas e frias cedem espaço a um mar de flores rosadas que proporcionam um dos maiores espetáculos da natureza no arquipélago. As flores de sakura avançam a partir do sul do país e anunciam: é hora de sair com a família e os amigos para se divertir e apreciar a paisagem.
O hábito, tão difundido entre os japoneses, ainda é novidade para os brasileiros que chegam ao país. Veja a seguir algumas curiosidades sobre o sakura:

Mar de flores
A partir do mês de março, quando começa a primavera no hemisfério norte, o Japão é tomado por flores rosadas. São as sakuras, flores de cerejeira. Elas começam a desabrochar nas árvores no sul do Japão, em Okinawa, e vão em direção ao norte, até Hokkaido. O fenômeno, que dura dois meses e se “move” como uma onda, é chamado Sakura zansen e significa, literalmente, linha de frente das cerejeiras. Os grandes apreciadores da flor fazem roteiros turísticos que acompanham a transformação da paisagem.
No auge do florescimento, pétalas brancas e rosadas caem das cerejeiras do Parque Dogokoen, en Ehime, construído em 1887
Tudo começou…
Conta a lenda que uma princesa desceu dos céus e aterrissou em uma cerejeira. Acredita-se então que o nome sakura, na verdade, é derivado do nome da princesa Konohana Sakuya Hime, que significa “a princesa da árvore de flores abertas”. Outros dizem que o nome da planta tem sua origem no cultivo de arroz e sua divindade (Sa). A segunda parte do nome, kura, faria referência à sua morada.


Sabor especial
A primavera inspira também o cardápio japonês. Doces, bebidas e alguns pratos ganham o toque das flores no formato e no sabor. São comuns docinhos simples, feitos de açúcar, em formato de sakura. O tradicional bolinho de massa de arroz, quando enrolado na folha da cerejeira, vira o sakura-mochi. Outras flores, como uma espécie comestível de crisântemo, também dão colorido aos pratos.
Vida breve
Uma das principais características da cerejeira é sua efemeridade. O fato de as flores durarem pouco tempo nos galhos das árvores impressionou muito os japoneses na Idade Média, período de guerras, o que fazia com que as pessoas sentissem que tinham a vida ameaçada a todo momento. Assim, a sakura foi associada à imagem do samurai, guerreiros que estavam dispostos a dar sua vida quando necessário e de existência muitas vezes tão breve quanto a flor da cerejeira.

Recado sutil
Antigamente, a sakura era considerada símbolo do amor. Quando as mulheres enfeitavam os cabelos com um galho de sakura ou decoravam o quintal de casa com as flores, mostravam que estavam em busca de um amor. Nas peças do teatro kabuki, o cenário do bairro das gueixas é freqüentemente ilustrado pelas flores de cerejeiras para representar a alegria dessa região de entretenimento. No entanto, a flor também tem uma simbologia negativa: um galho quebrado de cerejeira também pode significar a aproximação da morte. Acredita-se o que sakura é a ligação entre o mundo dos vivos e dos mortos; e que a alma dos mortos é absorvida pelas árvores das cerejeiras.

Eu adorei essas histórias, e curiosidades, aprendi mais do que eu sabia, só sabia que ela era a cerejeira japonesa e nada mais, gostei de postar coisas assim, sem ser, jogos, animes e mangás, diferenciar ainda mais não faz mal a ninguém não é? Oque vocês mais gostaram nesse post?

3 comentários:

  1. HUASHAUSHUHSAU ' Ah, primeiramente, quero avisar que 'Oyasuminasai' é boa noite, mas em forma de despedida. Correto seria Konbanwa ^u^


    Gostei muito do post. É realmente inspirador. Eu não sabia nada disso e fiquei muito surpresa que, o que era a representação do amor, quando há um galho quebrado passa a ser a aproximação da morte. É complexo, mas não deixa que a flor perca sua beleza e admiração. No fim, a única coisa que a diferencia da clássica cerejeira é ser japonesa. Não me perde nas esperanças de que as cerejeiras do Brasil são tão lindas quanto a sakura ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah obrigada, mas bem, sei lá, é meio que uma despedida, to dando tchau pq n vou mais aparecer hoje sei lá kkkkkk mas a próxima vez eu já sei.

      Que bom que gostou do post, pretendo fazer mais assim. bem eu nunca vi uma cerejeira, mas espero ver uma, mas todas são bonitas. Muito profunda sua observação (nossa to me sentindo uma sábia aqui). Amanhã posto o resultado da vaga. ve lá vai ser acho que exatamente as 18:45 eu acho.

      Nossa, tu é ninja menina? eu postei não faz muito tempo achei que só amanhã iam comentar ai eu vejo que ja tem um comentário, nossa que ninjesca. (que palavra é essa meu deus?)

      Excluir
    2. HAUSHUASHUASHUAHSU
      Eu atualizo a página do blogger o tempo todo, quando vi o post, logo cliquei ><
      Ooooba :3

      Excluir